A Ordem Ramakrishna

A Ordem Ramakrishna é uma das mais respeitadas Ordens Religiosas na Índia, e sua sede mundial está situada às margens do Rio Ganges, no distrito de Howrah – West Bengal, Calcutá – Índia, em um campus conhecido como Belur Math. Existem 171 Centros de Vedanta filiados à Ordem Ramakrishna em todo o mundo: 128 na Índia, 13 nos Estados Unidos, 12 em Bangladesh e 2 na Rússia. Há centros da Vedanta em cada um dos seguintes países: África do Sul, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Fiji, França, Alemanha, Japão, Malásia, Ilhas Maurícias, Holanda, Singapura, Sri Lanka, Suíça e Reino Unido (Inglaterra). Além disso, existem 33 Sub-Centros ligados a esses Centros e cerca de mil Centros privados ao redor do mundo, que não se encontram ainda filiados à Ordem, mas que seguem os ideais de Sri Ramakrishna e Swami Vivekananda.

Vista Panorâmica

 

 

Origem

A Ordem foi inspirada pelo grande santo bengali Sri Ramakrishna. Pouco antes de sua morte, em 1886, Sri Ramakrishna encorajou seus jovens discípulos a seguirem a vida espiritual ao dar-lhes a roupa ocre dos sanyasins (monges), que na Índia significa renúncia ao mundo. Confiou os cuidados desses jovens ao seu mais destacado discípulo, Swami Vivekananda que, em 1897, junto de seus irmãos monásticos, fundou a Ordem Ramakrishna.

O lema da Ordem Ramakrishna, “Atmano mokshartham jagad hitaya cha”, foi formulado por Swami Vivekananda, cuja tradução para o português é: “Pela salvação dos indivíduos e pelo bem estar do mundo”.

Belur Math


 

 

 

 

 

 

Constituição

A Ordem Ramakrishna  é constituída por duas organizações irmãs, a Ramakrishna Math e a Ramakrishna Mission, entidades legalmente distintas, mas intimamente conectadas e administradas por um mesmo Conselho Diretor. Ambas formam o núcleo de um movimento espiritual que visa à harmonia entre as religiões, à realização espiritual e o desenvolvimento do ser humano como um todo; à igualdade social e à paz para toda a humanidade, sem qualquer distinção de credo, casta, raça ou nacionalidade. Enquanto a primeira dedica-se à vida espiritual, à religião e à sua divulgação, a última desenvolve atividades humanitárias, praticadas numa perspectiva espiritual.

Estas organizações colocam em ação um movimento espiritual universal não sectário, que trabalha silenciosamente por mais de um século pela regeneração espiritual da humanidade. O principal catalisador desta atual transformação é a antiga religião filosófica da Índia conhecida por Vedanta. Embora muitos outros sistemas religiosos e filosóficos tenham surgido na Índia em diferentes épocas, eles ficaram confinados a pequenos grupos, e apenas a Vedanta permaneceu como filosofia dominante na tradição religiosa da Índia, desde os tempos Védicos até os dias atuais.

Há pouco tempo este antigo sistema de pensamento foi purificado, reunificado e revitalizado por Sri Ramakrishna e por Swami Vivekananda, que divulgou a Vedanta numa linguagem mais acessível aos estudiosos e aos verdadeiros aspirantes espirituais.

A Ordem Ramakrishna centraliza a sua ação no desenvolvimento espiritual e ao serviço com espírito de desapego. Inspirados pela ideia de harmonia entre as religiões, os Centros de Vedanta existentes em todo o mundo encorajam seguidores das diferentes crenças a se reunir com o espírito de amizade e apreciação mútua em encontros interreligiosos, para que cada um possa aprender com o outro, sem abandonar a própria crença. Nas palavras de Sri Ramakrishna: “Deus criou diferentes religiões para satisfazer diferentes aspirantes, vidas e países... todas as doutrinas são apenas muitos caminhos; mas o caminho não é Deus em si mesmo. Certamente pode-se alcançar Deus se seguirmos qualquer um desses caminhos com todo o coração”.

Objetivos

Altar do Templo de Sri RamakrishnaOs principais objetivos e metas da Ordem estão fundamentados nos princípios da Vedanta Prática, que são:
1. Despertar o potencial da divindade da alma e ensinar como manifestá-la em todas as ações da vida;
2. Disseminar a unidade da existência como base das virtudes éticas e morais;
3. Preconizar a unicidade da Realidade Última, que nos ensina a sermos leais ao nosso próprio ideal espiritual e a mostrar respeito aos ideais dos outros;
4. Aceitar e respeitar a unicidade essencial de todas as religiões, honrando seus fundadores;
5. Praticar a ideia de que todo trabalho é uma forma de adoração e o ideal de que, servindo ao homem, servimos a Deus;
6. Oferecer serviços educacionais, médicos, culturais e espirituais à humanidade, independente de raça, gênero, credo ou religião;
7. Buscar a harmonia básica da ciência, filosofia e religião;
8. Trabalhar de todas as formas para o bem-estar da humanidade, principalmente para o pobre e o oprimido.

 

Atividades da Ordem Ramakrishna na Índia

BelurAs instituições Ramakrishna Math e a Ramakrishna Mission administram, na Índia, várias ações dedicadas ao serviço filantrópico, médico, educacional, cultural e espiritual, e trabalham também, com muita frequência, no auxílio às vítimas de terremotos, inundações, fome, epidemias, ciclones, conflitos e outras calamidades. A Ordem Ramakrishna não é somente uma organização de serviço social. É essencialmente uma organização espiritual, com uma filosofia social bem definida e um claro compromisso social. A lista abaixo contém maiores detalhes sobre essas atividades exercidas pela Ordem, principalmente na Índia:

Trabalho Educacional: 748 instituições de ensino, incluindo 12 faculdades, 198 escolas, 4 politécnicas, 48 centros de treinamento vocacional, 118 albergues, 7 orfanatos, etc., com uma população total de mais de 200.000 estudantes;

Serviço Médico: 15 hospitais (com 2.182 leitos), 125 dispensários e 48 unidades médicas móveis, que tratam cerca de 8 milhões de pacientes por ano, além de um considerável número de campos médicos, a maioria em áreas rurais, onde milhares de pacientes são tratados e mais de 3.000 operações de catarata são realizadas gratuitamente todos os anos. O Math e a Mission controlam um instituto de pesquisa médica e 5 centros de treinamento de enfermeiras;

Trabalho em Áreas Rurais e Tribais: Para prestar ajuda humanitária nesta área, a Ordem Ramakrishna tem três institutos de agricultura e quatro institutos de desenvolvimento e treinamento rural. Camponeses são instruídos a melhorar seus métodos de cultivo recebendo insumos agrícolas e ajuda financeira, além da realização de projetos como construção de casas, desenvolvimento do campo, plantação de pomares e reflorestamento, escavação de poços para fornecimento de água potável, etc;

Assistência: Durante desastres de ordem natural ou humana, o trabalho da Ordem inclui assistência em duas fases: a primária, que conta com atividades de ajuda imediata como alimentos, roupas e medicamentos, e a fase secundária, que conta com atividades de assistência permanente, como a construção de novas cidades, pontes, estradas. Estes projetos podem chegar a ultrapassar a cifra de 3,3 milhões de dólares;

Publicação: A Ordem Ramakrishna publica livros, revistas e jornais sobre religião, filosofia e outros temas espirituais. Os ensinamentos espirituais e os valores culturais também são divulgados através dos inúmeros Centros da Vedanta, de um grande número de bibliotecas públicas, palestras, conferências e seminários, unidades audiovisuais, exibições, museus, retiros, etc. As publicações sobre Vedanta, a mensagem de Sri Ramakrishna, Santa Mãe Sri Sarada Devi, Swami Vivekananda, e demais temas espirituais e culturais, são editados na maioria dos idiomas da Índia e em alguns dos importantes idiomas do mundo contemporâneo.

Para maiores detalhes sobre a Ordem Ramakrishna, visite o web site oficial: http://www.belurmath.org.


O Sarada Math

Swami Vivekananda considerou a negligência às mulheres, aos pobres e desamparados, como as principais causas da decadência da Índia. Acreditava que a vida e mensagem da Santa Mãe Sri Sarada Devi, divina consorte de Sri Ramakrishna, teria grande importância para a ascensão das mulheres. Em uma de suas cartas a um irmão monge, Swami Vivekananda escreveu: “A Santa Mãe nasceu para reviver a maravilhosa Shakti (Divina Energia) da Índia.” Em diversas ocasiões ele expressou o desejo de ter uma ordem monástica feminina nos moldes do Ramakrishna Math, tendo como ideal e inspiração a Santa Mãe.

O desejo de Swamiji foi cumprido cerca de meio século depois. Com a decisão tomada pelos membros do Conselho da Ramakrishna Math, um grupo de mulheres, que levava uma vida de renúncia e serviço por vários anos, recebeu os votos de Brahmacharya em Belur Math, no dia 27 de dezembro de 1953, no sagrado aniversário de Sri Sarada Devi, que também era o dia inaugural da celebração do centenário do seu nascimento. Em 02 de dezembro de 1954, uma nova ordem monástica, denominada Sri Sarada Math, teve início em um lugar à margem oriental do rio Ganges, não muito longe do Templo de Kali, em Dakshineswar. No dia 01 de janeiro de 1959, no aniversário da Santa Mãe, oito membros seniores da Ordem de Sri Sarada Math foram ordenadas Sannyasinis (Monjas), em Belur Math.

Em Agosto de 1959, a Ordem de Sri Sarada Math foi formalmente separado do Ramakrishna Math, e desde então funciona independentemente, com seu próprio Conselho Diretivo. Em Maio de 1960, as monjas estabeleceram a Ramakrishna Sarada Mission. Ambas as instituições mantêm atividades espirituais, culturais, educacionais, médicas e assistenciais entre mulheres e crianças.

Para maiores detalhes sobre o Sarada Math, visite o web site oficial: http://www.srisaradamath.org.